sábado, 30 de abril de 2016

Flores SILVESTRES


Corriola-rosada (Convolvulus althaeoides L.)

Chegou a primavera e com ela as flores e os campos floridos. Desde criança, que perco a noção do tempo, quando observo a perfeição e beleza de uma flor, elas são um prazer para o olhar e um bálsamo para a alma.





Hoje, decidi trazer para o meu blogue as " Flores do Campo ", elas são simples, muitas vezes bem pequeninas, estão tantas vezes todas juntas, que nem paramos para observar cada uma delas em particular. Procurando nos meus cliques de outras alturas e saindo também à sua procura, consegui reunir as que abaixo vou mostrar. Espero que gostem, eu tive um imenso prazer em as procurar, encontrar, fotografar e imortalizar aqui.


Convolvulus sabatius blue rock bindweed 

Cardinho-das-almorreimas (Centaurea pullata)

Saramago (Raphanus raphanistrum)


Chicória

Cardo-de-ouro

Calcitrapa - Centranthus calcitrapae


Roselha-Grande

Pampilho-de-micão (Coleostephus myconis)



Alcachofra-Brava



Convolvulus arvensis 

Cardo


Malva-bastarda (Lavatera cretica)


Dormideira Barva / Opium Poppy (Papaver somniferum) 


Ervilhaca-miúda - (Vicia angustifolia)


Bico-de-pomba-menor - Dovefoot Geranium (Geranium molle) 

 Flor-de-ouro - Bellardia trixago

Silene (Silene colorata)

Tripa-de-ovelha ou Alface-dos-montes (Andryala integrifolia) 


Fumaria Faurei

Azedas - Oxalis pes-caprae

 Pé-de-burrico-dos-cabelos - Conopodium marianum

 Jacinto-das-searas (Muscari comosum)


Pé-de-burro Gynandriris sisyrinchium

Fotos: Pessoais

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Anoitecer - Poema de Armando Côrtes-Rodrigues




Ficou o céu descorado…
E a Noite, que se avizinha,
Vem descendo ao povoado,
Como trôpega velhinha.

Para a guiar com cuidado
Veio-lhe ao encontro a Tardinha,
Não fosse a Noite sozinha
Perder-se em caminho errado.

Vão as duas caminhando…
E como o Sol já não arde,
Para o caminho ir mostrando

A primeira estrela brilha…
Então diz a Noite à Tarde:
– Vai-te deitar minha filha.


Armando Côrtes-Rodrigues, in 'Alma Nova'



quinta-feira, 28 de abril de 2016

Divagando o olhar pelas janelas do Passado .....





Localizados em pontos estratégicos, para poder proteger de possíveis ataques, os Castelos são hoje, a presença física do passado. Aí, se as suas pedras falassem, quantas histórias teriam para nos contar....

Para mim, eles têm um fascínio muito especial. Vamos caminhar pelos seus parapeitos e deixar o nosso olhar ir para além do horizonte, não procurando agora perscutar possíveis perigos, mas apenas apreciar a paisagem que se avista.






"A distinção entre passado, presente e futuro é apenas uma ilusão teimosamente persistente." Albert Einstein





"A história é émula do tempo, repositório dos factos, testemunha do passado, exemplo do presente, advertência do futuro. " Miguel de Cervantes









"Só existem dois dias no ano em que nada pode ser feito: Um se chama Ontem e o outro Amanhã, portanto HOJE é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver." Dalai Lama.




Pensamentos: Net
Fotos: Pessoais